O Edital do “Tesouros Vivos da Cultura” do Estado do Ceará – 2017 contempla a seleção e a titulação de 12 novos Mestres ou Mestras da Cultura, 02 grupos e 01 coletividade como Tesouros Vivos da Cultura do Estado do Ceará. Preenchidas as 12 vagas disponibilizadas para novos Mestres ou Mestras, procedeu-se o preenchimento das vagas em vacância, decorrentes do falecimento de Mestres já intitulados como Tesouros Vivos em editais anteriores. Considerando a vacância de 4 vagas, os selecionados nas 13ª, 14ª, 15ª e 16ª posições preencheram as referidas vagas. Cabe ressaltar que o preenchimento das vagas em vacância decorre por força legal, conforme disposição prevista na Lei Estadual nº 13.842/2006, art. 14, parágrafo único. A Secult encaminha ao Diário Oficial do Estado (DOE) o Resultado Final Homologado para publicação, bem como dá início à solicitação de titulação dos novos mestres e mestras junto à Universidade Estadual do Ceará.
Na quarta-feira (9 de maio), o Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural (COEPA) homologou, por unanimidade, a referida listagem. Presidida pelo secretário da Cultura, Fabiano Piúba, a segunda Reunião Extraordinária de 2018 do COEPA contou com a presença dos novos mestres: José Maria de Paula Almeida (Maracanaú) do Maracatu, de José Felipe da Silva – Macaúba (Caucaia) do Chorinho, de Geraldo Amâncio Pereira (Fortaleza) da Cantoria de Viola, de José Renato Vasconcelos (Fortaleza) da Capoeira, e do representante da Mãe Zimá Ferreira da Silva (Fortaleza) da Umbanda Brasileira – Medicina Tradicional de Terreiro, Leno Farias. Recebendo os novos mestres e contando um pouco de sua experiência como Tesouro Vivo da Cultura, o Mestre Zé Pio participou da atividade.

A apresentação do Resultado e os esclarecimentos aos Conselheiros do COEPA presentes sobre o Recurso ficaram a cargo da Comissão Especial, formada por 5 membros de notório saber na cultura popular. São eles: Carlos Vinicius Frota de Albuquerque (SECULT/CE), Fernando José de Brito Piancó (SECULT/CE), Igor de Menezes Soares (IPHAN/CE), Francisco Agileu de Lima Gadelha (Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural / Universidade Estadual do Ceará) e Francisca Raimunda Nogueira Mendes (Universidade Federal do Ceará), os quais foram designados pelo Secretário da Cultura. A partir desta homologação e posterior publicação no DOE, os mestres da cultura, os grupos e a coletividade passam a contar com reconhecimento institucional, sendo reconhecidos como difusores de tradições, da história e da identidade, atuando no repasse de seus saberes e experiências às novas gerações.

o à Consulta Pública.

O edital conta com inscrições online, através da nova plataforma de Editais Digitais da CulturaTotalmente integrada ao Mapa Cultural do Ceará, a plataforma de editais digitais garante transparência e celeridade aos processos de seleção de projetos culturais, facilitando e ampliando o acesso da população ao fomento, bem como auxiliando a sociedade e a gestão pública na preservação da memória e na sistematização dos dados e indicadores da Cultura.