Edital de Apoio à Programação Cultural do Museu do Ceará e Museu Sacro São José de Ribamar 2017

Etapas de Execução

  • Divulgação (Atendimento ao MROSC) | 09/09/17
  • Inscrições | 10 a 25/09/17
  • Prorrogação | 02/10/17
  • Resultado Preliminar da habilitação da Inscrição | 16/10/17
  • Resultado da Avaliação e Seleção da Proposta | 25/10/17
  • Resultado da Habilitação Jurídica | 30/10/17
  • Resultado Final | 06/11/17
t

Oficinas

  • Oficina Presencial
    Data: 21/09/17
    Horário: 09h às 11h
    Local: Auditório da Secult
    *Com transmissão ao vivo aqui no site e na página oficial no Facebook

Valor do Edital

R$ 300.000,00 (trezentos mil reais).

Contato sobre o Edital

E-mail: editalmuseus@secult.ce.gov.br
Telefones: (85) 3101.6787, 3101.2609 / 2610 (Museu do Ceará) (dúvidas sobre regras do Edital) / 3101-6737 (dúvidas sobre o Mapa Cultural do Ceará)
Horário de atendimento: dias úteis, das 8h às 17h

Oficina

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) lança nesta quinta-feira, 10/8, o Edital de Apoio à Programação Cultural do Museu do Ceará e Museu Sacro São José de Ribamar 2017. Fundamentado no Plano Estadual de Cultura, o Edital é uma ação de promoção e democratização do acesso a bens e serviços culturais que se insere na política de fortalecimento da rede de equipamentos da Secult, com a finalidade de dinamizar e qualificar o funcionamento e a programação dos referidos museus junto a pesquisadores, artistas, grupos e organizações acadêmicas e culturais do Estado. A partir do edital, será selecionada uma proposta de programação cultural que irá compor as atividades comemorativas aos 85 anos do Museu do Ceará e aos 50 anos do Museu Sacro São José de Ribamar. A íntegra do edital está disponível no site www.editais.cultura.ce.gov.br.

 

Quem pode se inscrever
Poderão inscrever projetos para o Edital de Apoio à Programação Cultural do Museu do Ceará e Museu Sacro São José de Ribamar 2017 apenas Pessoas Jurídicas de Direito Privado Sem Fins Lucrativos , com sede e foro no Estado do Ceará e com no mínimo três anos de funcionamento regular e atuação na área cultural. A instituição candidata deverá indicar a Pessoa Física responsável pela
coordenação do projeto técnico, com idade igual ou superior a 18 (dezoito) anos e experiência de, no mínimo, três anos no campo da gestão e/ou produção cultural, e com experiência comprovada na área de museus.
 
Mais sobre os Museus
 
O Museu do Ceará foi criado em 1932. Além de concentrar um dos maiores e mais importantes acervos do Estado, o Museu do Ceará promove cursos, oficinas, palestras e publicações na área de museologia e História, visitas orientadas e capacitação para professores, destacando-se como um núcleo de ações educativas em parceria com a Universidade Federal do Ceará. Sua política cultural está consoante com os princípios da pedagogia de Paulo Freire. Tal projeto de atuação procura atender ao público diversificado que vai ao Museu: pesquisadores, estudantes da educação básica e superior, visitantes de Fortaleza e turistas do Ceará, do Brasil e de outros países. Especial atenção é dada ao trabalho com as visitas orientadas. O Museu do Ceará possui um acervo bastante variado, resultado de compras e, sobretudo, de doações de particulares e instituições públicas. Trata-se de um acervo com mais de sete mil peças, que atualmente é trabalhado como veículo de reflexão sobre a Historia local integrada à História do Ceará, em seus aspectos culturais, econômicos e sociais. Muitas peças estão em exposição, organizadas em salas temáticas.

O Museu Sacro São José de Ribamar (MSSJR)  foi inaugurado em Aquiraz em 27 de setembro de 1967. Criado pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, foi o primeiro museu sacro instalado no território cearense, no prédio da antiga Casa de Câmara e Cadeia, edificação erguida entre fins do século XVIII. O equipamento cultural passou a abrigar um conjunto de objetos religiosos advindos dos vários municípios e paróquias cearenses. Esse acervo é constituído por uma diversidade de imagens de santos e de anjos, objetos das procissões religiosas, parâmetros litúrgicos, missais etc., totalizando cerca de 1.400 peças, muitas de notório valor artístico e cultural, que nos remetem ao barroco colonial cearense.